A vida do Vaqueiro Estranho e a música “Eu Acho que Não”


A vida do Vaqueiro Estranho e a música “Eu Acho que Não”

Mais de 710 mil visualizações no Youtube

Por Agnaldo Santos e Herick Rios em 11/04/2019 às 14:22:56

A equipe de reportagem do site br324, entrevistou com exclusividade Cleiton Rosa dos Santos, o Vaqueiro Estranho que aos 32 anos de idade vem lançando músicas de sucesso para todo o Brasil.

O Cantor começou sua carreira aos 11 anos de idade, na Banda Estrela, tocando percussão e fazendo bailes que aprendia de cada estilo um pouco. Vinte e um anos de carreira depois o reconhecimento e parcerias com vários artistas brasileiros vão aparecendo.

Aos 18 anos Cleyton começou a cantar, passando pelas bandas Joia Rara, Tigres do Forró e Riso de Menina, após esse período surgiu a renomada Banda 100 Parêa, a convite de Denis Produções. “O Brasil todo cantou essas músicas que gravei lá, Porque você disse Adeus?, Mineirinha, que chegou a ser gravada por Mano Valter, Foi Ela e Mesa de Bar”. Com a saída do grupo em 2015, gravou o projeto carreira solo, Cleyton Farra, com a canção “Só na Cana Vagabundo” e teve a participação do Peruano, de Cavaleiros do Forró. “O mesmo projeto deu início ao Vaqueiro Estranho, que significa uma mistura de ritmos nordestinos, como pagode com vaquejada, em primeira mão a reação não foi diferente, foi estranho mesmo, houve a espera de críticas, mas o povo abraçou com força”, explicou.

O Vaqueiro Estranho lançou a música “Eu acho que não”, do compositor Lyon San no dia 20 de janeiro de 2019, e segundo ele, o sucesso foi tão rápido que precisou gravar o clip em três dias. “A música fala de um vaqueiro que deixou a fazenda que tanto amava para morar na cidade com uma mulher que acabou de conhecer, na duvida entre a fazenda e Leia mais em:

Todos os créditos desta matéria são de:: www.capimgrosso.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.